Biomagnetismo, um tratamento alternativo para a Covid-19

Terapia tem se mostrado promissora em pacientes no interior do RJ

Por Luis Felipe Granado

A magnetita, pedra da qual se origina o ímã natural, foi descoberta na Grécia há mais de 2500 anos. No Egito antigo, Cleópatra acreditava que adereços magnéticos preservariam sua juventude. Além dela, Hipócrates, considerado o pai da medicina, utilizava tratamentos à base de magnetita para controlar e parar sangramentos. Hoje em dia, com a chegada da pandemia, ventila-se a possibilidade da utilização dos ímãs no tratamento e recuperação da Covid-19. 

        Atualmente, além dos cuidados sanitários devido à epidemia do novo coronavírus, cresce também a demanda por tratamentos alternativos à medicina tradicional, como a bioenergia magnética (BEM). Sendo assim, a rotina do Silvio Francisco da Silva, terapeuta holístico há mais de 14 anos, e especializado em magnetismo desde dezembro de 2019, tem sido bastante agitada. “O que determina o horário de parar é o meu cansaço, pois não tenho como dar conta da lista de atendimento”, relata sobre a rotina de que intercala atendimentos virtuais e presenciais.

          Sílvio é grato ao mexicano Dr. Isaac Goiz Durán pela criação do tratamento. Especialista na área de medicina alternativa, Dr. Isaac é médico e fisioterapeuta. Em 1988, começou a experimentar o par biomagnético e difundir sua experiência em livros e palestras. Com isso, ao longo desses 32 anos, foi premiado diversas vezes nacional e internacionalmente.

            Os ensinamentos do Dr. Durán são aplicados nas sessões terapêuticas do Sílvo, que se preocupa em explicar o fundamento da teoria do biomagnetismo. “O Dr. Isaac baseou-se em pesquisas de anos sobre as consequências do desequilíbrio do pH (índice de hidrogênio) em nosso corpo.  Nessas condições, ficamos propensos a desenvolver todo tipo de doenças. O aumento de acidez no corpo favorece a proliferação de vírus e fungos. Já em áreas alcalinas, o ambiente é favorável à proliferação de parasitas e bactérias. E é aí que aplicamos, então, a polaridade do ímã sobre os pontos ácidos e básicos, retirando dos patógenos as condições de sobrevivência. Voltando ao equilíbrio de pH, o organismo recupera sua capacidade de eliminar esses invasores, retornando ao estado saudável.” 

         Silvio atua em Cachoeira de Macacu, região metropolitana do Rio de Janeiro, e diz que tem atendido mais de 90% dos pacientes de maneira remota. “Imagine, daqui desse cantinho do Rio posso atender uma pessoa de qualquer parte do mundo!”, conta entusiasmado sobre a possibilidade de manter o tratamento à distância, com a mesma eficácia.

         Desde o início da pandemia, com o aumento da demanda, o terapeuta holístico viu uma oportunidade de aperfeiçoamento profissional e pessoal, como um chamado providencial para exercer a solidariedade. Sem cobrar o valor integral pelo atendimento, ele ampliou seu projeto social “Amor e luz”. Deu prioridade aos pacientes de portadores de Covid-19, e ás vezes rompe madrugadas para atender à demanda. Ele se motiva com a cura dos pacientes “Tenho dezenas de depoimentos de pessoas que se recuperaram e de um bom número que sobreviveu ao entubamento de semanas, tão logo demos início ao tratamento. Tive que atualizar vários procedimentos, atendi casos de assintomáticos, sintomáticos e até reinfectados.” 

         A reportagem entrou em contato com alguns desses pacientes recuperados. Elenice Santana, autônoma, por precaução isolou-se desde os  primeiros sintomas do coronavírus. Ela que já conhecia o espaço holístico Amor e Luz, não pensou duas vezes em fazer contato. “Eu já frequentava a clínica para a terapia com Reiki. Ao sentir dor de cabeça, no corpo e calafrios, fiz o tratamento biomagnético, e, após 3 dias, os sintomas desapareceram” ela explica. 

         Mais uma das beneficiadas por esse método, Tiara Elaine, de 32 anos, relatou ter descoberto a infecção durante seu tratamento para depressão e síndrome do pânico. “Na primeira consulta eu já senti uma melhora radical, consegui sair na rua e fazer minhas atividades cotidianas, o que era impossível anteriormente. Já na terceira sessão, eu descobri que tinha sido infectada pelo vírus, estava com dor de cabeça e dificuldade de respirar. Foi aí que o Sílvio acrescentou mais alguns pontos ao procediento e, no dia seguinte, já havia melhorado 100%”, conta. 

         Outra paciente extremamente grata à terapia é Nilcenéia Fraga, professora aposentada de 60 anos. Ao sentir dores nas articulações, cansaço e perda do olfato, fez o teste sorológico e o resultado foi positivo. Com isso, recorreu também ao tratamento alternativo biomagnético por indicação de um amigo. “Minha experiência foi bastante positiva, fiz duas sessões, na primeira já tive uma melhora significativa. Acredito que a bioenergia magnética seja a medicina do futuro. Se eu tiver outra doença com certeza voltarei, tanto que já recomendei pro meu irmão, cunhado e amiga”.  

         O biomagnetismo já é realidade em países como China, Índia, Áustria, Alemanha, e agora no Brasil. Reconhecidos como instrumento de auxílio no tratamento do coronavírus, o Conselho Nacional de Saúde (CNS), no dia 22 de maio de 2020, recomendou a aplicação de Práticas Integrativas e Complementares em Saúde (Pics), como reiki, homeopatia, meditação, yoga, etc. Diante disso, além dos tratamentos convencionais, a bioenergia magnética se torna uma terapia complementar enquanto aguardamos a criação da vacina.

6 Replies to “Biomagnetismo, um tratamento alternativo para a Covid-19”

  1. Toda minha família foi tratada por eles.Minha filha fez o primeiro rastreio e não estava com nada, depois minha mãe foi internada e eles dectaram o vírus no organismo dela,no dia seguinte minha filha ficou muito caída recorri a eles e fizeram um novo rastreio dectando além do corona vírus outras infecções e parasatisas por todo organismo,no dia seguinte ela já estava 90% melhor.
    Eles são pessoas sérias, e tem ajudando muitas pessoas a se recuperar.
    Deixo aqui toda minha gratidão e amor por eles.

  2. Meu genro teve a covid logo no princípio da Pandemia.Entrei em contato com Silvio e ele foi curado.minha filha e meu neto também tiveram e ficaram bons com o biomagnetismo. São pessoas sérias e com muito amor ao próximo.obrigada há vcs que curaram muitas pessoas de corona vírus!!!Deus os abençoe!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *